Loading...

07/02/2018

Doações online: como contribuir de forma segura pela internet?

Muitos ainda têm receio de usar a internet para transações financeiras, especialmente se tratando de algo tão especial quanto uma doação.

Como ter certeza de que meu dinheiro está sendo investido na causa escolhida? Eu corro o risco de ter meus dados roubados? O meu nome será divulgado?

Essas são algumas das várias dúvidas que surgem ao longo do caminho.

Porém, é inegável que a internet facilita muito a vida de quem quer fazer um bem, e tanto as organizações quanto os apoiadores podem desfrutar de seus recursos para tornar o processo mais fluído e descomplicado.

Por isso, se você está pensando em aproveitar uma oportunidade de ajudar o próximo e realizar sua doação online, confira nosso guia e saiba como contribuir com uma causa de forma prática e sem estresse:


Quem apoiar?

 

O primeiro passo é decidir qual causa apoiar. Cultura? Educação? Saúde? Pobreza? Meio-ambiente? 

Os setores são diversos e contam com diferentes tipos de organização e alternativas de apoio. É importante destacar que todos precisam de ajuda, então qualquer que seja sua escolha, saiba que estará impactando positivamente a vida de inúmeras pessoas envolvidas no processo.

Além disso, em se tratando de apoio financeiro, não existe “quantia baixa demais”. Cada real faz a diferença.

Para te ajudar a escolher, você pode considerar diversos fatores: urgência, envolvimento emocional com a causa, campanhas televisivas, ações nas redes sociais…

A mobilização é subjetiva e pode ser diferente para cada causa, mas tenha a certeza de que são todas legítimas!

 

Como apoiar?

 

Escolhida a causa, é hora de escolher o tipo de organização.

Você pode apoiar de duas formas: doando para uma fundação, que repassará os recursos a associações parceiras, ou diretamente a uma associação. Para entender melhor a diferença entre as duas, confira nossa explicação sobre como cada uma funciona.

Em ambos os casos, porém, o ideal é checar se a instituição escolhida tem um site oficial.

Lá você encontrará informações tanto sobre as formas de doação quanto sobre as ações empreendidas com a ajuda das doações.

Também encontrará meios de contato, para sanar quaisquer dúvidas que surjam no processo, e dados relevantes, como a prestação de contas obrigatória por lei.

Além disso, caso queira esclarecer alguns detalhes, faz parte do seu direito de doador o acesso a qualquer tipo de relatório que julgar importante. Por isso, não tenha receio em exigi-los!


Quais as formas de doação online?

 

Geralmente, você tem a opção de doar através do cartão de crédito, do boleto bancário (que pode ser pago online) ou de plataformas próprias para transações financeiras, como o PayPal - que, em 2017, mobilizou R$ 2,5 milhões em doações.

 

Em todas as alternativas, os seus dados são mantidos sob sigilo.

 

Algumas campanhas oferecem a opção de reconhecer a sua ajuda, divulgando o seu nome na lista de parceiros. Mas ela só será feita se você declarar, explicitamente, que concorda com a divulgação. 

Além disso, sites voltados a esse tipo de atividade são protegidos por criptografia, dificultando o acesso de agentes externos às suas informações.

 

Como funcionam as plataformas de financiamento coletivo?

 

Outra opção para quem doar pela internet é utilizar sites de crowdfunding (ou financiamento coletivo).

Plataformas como Catarse, Vakinha e Kickante também costumam reunir chamadas de apoio a causas sociais diversas e existem, até, plataformas de financiamento coletivo exclusivas para o terceiro setor: a 1BEM e a Juntos.com.vc.

Nelas, é possível verificar qual a meta do projeto, quanto ele já arrecadou e os valores com os quais você pode contribuir, além das informações institucionais.

A diferença desse tipo de doação é que ela vai primeiro para a plataforma e depois é redirecionada ao projeto apoiado, ao fim da campanha. Assim, você conta com um suporte a mais na hora de fazer sua transação.

Além disso, as plataformas também são criptografadas, protegendo suas informações financeiras e quaisquer outras que você não queira divulgar.


Como ter certeza de que meu dinheiro está sendo bem investido?

 

Como já dissemos mais acima, é mandatório, por lei, que as organizações divulguem como os recursos recebidos foram aplicados. Isso costuma ser feito através de um site, blog ou, até, pela publicação dos relatórios financeiros. 

Além disso, você pode entrar em contato com a organização apoiada e pedir essas informações, caso não as encontre.

Afinal, a internet não vem facilitar só a doação, em si, mas também a difusão de dados e mobilização dos projetos sociais!

 

Vamos aproveitar essas facilidades para #Fazer1Bem?

 

Siga nossos perfis no Instagram e no Facebook e continue por dentro das melhores formas de ajudar a quem precisa!